Fórum mobiliza público de 200 pessoas para discutir segurança e saúde na área de telecomunicações : ACEST

Notícias

Notícias ver mais
16/10/2019 | Eventos

Fórum mobiliza público de 200 pessoas para discutir segurança e saúde na área de telecomunicações

Fórum mobiliza público de 200 pessoas para discutir segurança e saúde na área de telecomunicações - LEX DIGITAL

Um público de cerca de 200 pessoas participou na terça-feira,15, do Fórum de Segurança e Saúde no Trabalho em Atividades de Telecom realizado no auditório da sede da Celesc, em Florianópolis. O evento foi uma promoção da Associação Catarinense de Engenharia de Segurança do Trabalho (Acest), Serviço Social da Indústria da Construção Civil (Seconci) Grande Florianópolis, Celesc, Fundacentro/ME e FNE - Federação Nacional dos Engenheiros. O ingresso era a doação de um quilo de ração para a ONG Adote Um Patudo Floripa, de Florianópolis, e mais de 200 quilos foram arrecadados.

O Fórum foi promovido das 9h às 18h. Pela manhã foram realizadas as palestras “Interpretação e aplicação da NR-10 ‘Trabalhos em proximidades’ e os riscos adicionais em atividades de telecom”, apresentado pelo diretor do Sindicatos dos Engenheiros no Estado de São Paulo, Aguinaldo Bizzo, e “Programa de fiscalização do Ministério da Economia para o setor de telecom no estado de SP”, com o auditor fiscal do Ministério da Economia, Gianfranco Pampalon. À tarde, Bizzo e Pampalon participaram de uma mesa-redonda com presença de representantes da Celesc e de instituições reguladoras.

O objetivo da atividade foi ampliar conhecimentos sobre saúde e segurança no trabalho nas atividades de telecomunicação em redes de distribuição elétrica, buscando consolidar uma cultura de prevenção. “A Acest vem cumprindo com seus objetivos de promover a segurança e saúde no trabalho. A evolução nas telecomunicações tem sido gigantesca os desafios impostos são semelhantes, e este fórum se consagra como um marco para a discussão da saúde e segurança no trabalho na área de telecom”, comentou o engenheiro de Segurança do Trabalho e associado da Acest, Jean Iadroxitz, na abertura do Fórum.

Em Santa Catarina, neste ano, dois técnicos – um de telecomunicações e outro da iluminação pública – foram vítimas fatais de acidentes na rede elétrica. Em 2018, esse número foi maior embora sem vítimas fatais. Em 2017, três pessoas vieram a óbito por acidente enquanto faziam reparos na iluminação pública ou na rede de telecomunicações.

Na área de concessão da Celesc, a rede elétrica está composta aproximadamente por 1,8 milhão de postes; a maioria deles compartilhados com as 421 empresas de telefonia, TV a cabo e manutenção de iluminação pública com atuação no estado catarinense. “Segurança é assunto para todos envolvidos nessa atividade; aqueles que acessam um poste devem estar cientes dos riscos”, destacou o engenheiro de segurança do Trabalho da Celesc, Fábio Rafaelli.

Ele celebrou a parceria com o evento pelo segundo ano consecutivo e afirmou que a iniciativa contribui muito para a promoção da segurança no trabalho, especialmente em um setor de tantas complexidades, como é o elétrico. O evento teve patrocínio da Leal - Equipamentos de Proteção e da Westex by Milliken - Brasil.